Quem sou eu

Minha foto
Guarapuava, Paraná, Brazil

Seguidores

terça-feira, 21 de setembro de 2010

SEGREDOS DA SAGA DO REI ARTUR

A época do rei Artur, século V, foi de maior esplendor da sabedoria e da magia celtas nas Ilhas Britanicas. Os druidas liderados pelo grande Mago Merlin, pela druidesa Viviane e pela Fada Morgana, desempenharam um papel fundamental na história do reino de Camelot e nas proezas dos cavaleiros da Távola Redonda...



 A POÇÃO DE AMOR DA RAINHA GUINEVERE
Já em idade madura, Artur casou-se com uma linda donzela chamada Guinevere e que veio a se tornar Rainha de Camelot. A jovem sentia respeito e admiração pelo Rei, mas apaixonou-se por Lancelot. Este, por sua vez, também amava a Rainha mas era leal a Artur e não manifestava seus sentimentos.
Guinevere confessou a Viviane seus sentimentos e a fada entregou-lhe uma poção mágica que ambos deveriam beber para que a força da paixão superasse qualquer barreira.
O cavaleiro e a rainha beberam a poção e cairam um nos braços do outro.

A Magia Wicca conserva a receita daquela poção com ligeiras modificações que permitem elaborá-la hoje com relativa facilidade.
Os mestres a aconselham para os casos em que a pessoa amada não se atreve a expressar seu amor por razões alheias aos verdadeiros sentimentos.

INGREDIENTES
uma noz picada fina
um pedaço de canela em rama
uma colher de geléia de frutas do bosque
3 folhas de louro
4 pétalas de rosa vermelha
2 xícaras de água da chuva
250 ml de vinho branco doce

ELEMENTOS
um pilão de madeira com socador
um caldeirão pequeno
um cálice ou tigela de metal
um pedaço de pano branco de tecido natural
um frasco de cristal
uma vela branca
uma vela vermelha e outra verde
um pentagrama
uma pedra natural que caiba na palma da mão
uma varinha mágica

CONDIÇÕES
Os materiais da poção podem ser preparados até sete dias antes, mas a consagração de seus poderes tem que ser oficializada em noite de lua nova ou quarto crescente.

PREPARAÇÃO
Esta tarefa antecede o ato mágico e deve ser realizada na cozinha ou em outro lugar apropriado depois do anoitecer e antes da meia  noite.
Cortar em pedaços as pétalas de rosa e as folhas de louro, e colocá-los no pilão junto com a noz picada e a canela. Misturar tudo muito bem, juntado a geléia de frutas do bosque. Trabalhar com o socador até que se forme uma pasta uniforme.
Estender o pano sobre a boca do cálice e colocar no centro a pasta que foi preparada. À parte, colocar a água da chuva para ferver no caldeirão.
Quando a água estiver em plena ebulição, derramá-la em um jato fino sobre a pasta, de forma que o pano atue como um filtro. Deixar a bebida resultante no cálice durante três horas exatas.
Encher o frasco de cristal com quatro porções de vinho e uma porção da bebida filtrada. Misturar bem, girando lentamente o frasco para baixo e para cima, sem agitá-lo.
Deixar o frasco sob a luz da lua durante toda a noite.

CONSAGRAÇÃO
Colocar o pentagrama sobre o altar coma vela branca no vértice superior, a vermelha no vértice esquerdo e a verde, no direito.
Posicionar o frasco com a poção no centro do pentagrama e a pedra entre os dois vértices inferiores.
Acender a vela branca, concentrar em sua chama por alguns momentos, respirando profundamente, e então dar início à consagração seguindo os seguintes passos:

   1. Acender a vela vermelha, símbolo da paixão, pensando na força do amor pela pessoa em questão.
   2. Acender a vela verde, símbolo da esperança, pensando na alegria que sentiremos ao estar finalmente com ela.
   3. Depois de uma pausa na meditação diante do altar aceso, pegar a pedra com a mão esquerda e levá-la ao coração. Colocar a varinha mágica na mão direita e posicioná-la verticalmente diante do rosto.
   4. Tocar com a varinha a parte direita do frasco, invocando mentalmente o poder de Aine, a rainha das fadas celtas.
   5. Tocar com a varinha a parte esquerda do frasco, invocando mentalmente o poder de Brígida, a deusa-cisne da felicidade e do amor.
   6. Tocar com a varinha a parte superior do frasco, invocando mentlmente o poder de Rhianna, a deusa celta  que une os apaixonados.
   7. Esticar os braços para frente, sem deixar de segurar a pedra e a varinha, e separá-los devagar, visualizando as vibrações que chegam ao frasco e consagram a magia da poção do amor.

Apague a vela branca e, se possível, deixar o frasco e as outras duas velas acesas até que se apaguem ou depois de setenta minutos.

EMPREGO DA POÇÃO
Diz a lenda que Guinevere bebeu a poção de amor e a ofereceu a Lancelot sob a luz da lua cheia, em uma das varandas poligonais de Camelot. O ideal seria repetir essas condições, dentro do possível, e fazer o brinde em noite de lua ao ar livre.

UM TRUQUE SINCERO
É importante beber antes do encontro um gole da poção, para provar o sabor. Em geral o gosto e a doçura do vinho ocultam a presença de outros componentes. Podemos também adicionar uma pitada de açúcar mascavo, mas se mesmo assim não ficar bom, o melhor é apelar para a sinceridade: em tom de brincadeira você pode dizer que preparou uma poção de amor e sugerir que ela seja provada. A pessoa amada provavelmente aceitará o convite e beberá a poção com divertimento, pelo menos até que comece a sentir os efeitos...

                                         Extraído de "O Livro Secreto da Magia Celta"

Nenhum comentário: